Superliga Masculina

Rebaixado, Copel Telecom busca deixar a lanterna da Superliga

Time de Ricardinho aposta no apoio da torcida no Chico Neto. Foto: Rodrigo Araújo/Copel Telecom Maringá Vôlei

Redação Tem Esporte –

Já rebaixado, o Copel Telecom Maringá Vôlei faz neste sábado (17) a última partida da temporada 2017/18 na Superliga Masculina de Vôlei. O confronto é contra o Vôlei Renata, às 21h30, diante da torcida, no Ginásio de Esportes Chico Neto.

O time maringaense tenta ao menos pular da 12ª e última posição para a 11ª.  A equipe  de Maringá tem 7 pontos, um a menos que o JF Vôlei, penúltimo colocado e que vai encarar o Cortinthians-Guarulhos fora de casa, também neste sábado.

Ganhar uma posição é importante para o Copel. Isso porque em caso de desistência de times da elite em jogar a próxima temporada, a vaga será destina às equipes rebaixadas, sendo primeiramente para a 11ª colocada.

“A briga por uma posição ainda é real. E quanto existe alguma chance, a gente tem que buscar. A nossa grande força, depois dos jogadores, sem dúvida alguma, são os torcedores presentes no ginásio”, disse Ricardinho, levantador e presidente do Copel Telecom Maringá Vôlei.

Para Ricardinho, a torcida do time tem dado exemplo de determinação que deve ser seguido. “São cinco temporadas e os torcedores comparecendo, principalmente diante das dificuldades. Torcedores sempre muito presentes, passando força, motivação, sentindo que a gente está querendo. Essa força e determinação do torcedor animam o grupo todo para que a gente faça uma boa partida no sábado”, comentou.

O técnico Alessandro Fadul diz que o Copel Telecom Maringá Vôlei vai enfrentar uma equipe qualificada, com o anseio de ganhar mais uma posição na tabela. Com 28 pontos, o Vôlei Renata aparece na sétima colocação. O Corinthians-Guarulhos é o sexto, com dois pontos a mais.

“A equipe de Campinas vem motivada em função de ter chance de ganhar mais uma posição na tabela porque está bem próximo do Corinthians. Estamos preparados para um jogo bem apertado. Vamos enfrentar um time muito qualificado, experiente, com alguns atletas com passagem por aqui. É mais uma pedreira na Superliga”, afirmou.

Segundo Fadul, o torcedor no Chico Neto é o estímulo que a equipe precisa. “É importante entrar focado em fazer uma grande partida diante do nosso torcedor. A gente precisa, com uma vitória, retribuir todo o carinho do que o torcedor teve com a equipe na temporada”, disse.

Os ingressos para o jogo podem ser comprados on-line no site aloingressos.com.br. Ou na Maringá FM (Avenida Getúlio Vargas, 266, Edifício Três Marias) e na Bread Fast (Avenida João Paulino Vieira Filho, 242, Zona 7). Também é possível adquirir ingresso em valor promocional doando um quilo de alimento não perecível, que depois é repassado a entidades assistenciais que recebem auxílio do time.

Com assessoria.

Comentários

comentários